Andrea Castanheira

Andrea Castanheira nasceu em Troy, NY em 1971. Se graduou em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade Mackenzie em 1997, ganhando o concurso Ópera Prima daquele ano.
Andrea tem longa experiência profissional, trabalhando em São Paulo, Nova Iorque e Londres. Foi coordenadora de projeto para Leslie Gill Architects em Nova Iorque de 1999 a 2003, onde desenvolveu projetos residenciais de alto padrão em Manhattan e nos Hamptons. Em Londres fez parte de 2 conceituados escritórios de arquitetura, Stanton Williams e AHMM Architects.
Seu portifólio inclui projetos cívicos como a re-urbanização do entorno da Torre de Londres, assim como projetos institucionais, comerciais e residenciais em diversas escalas.
De volta ao Brasil em 2008 fundou seu próprio escritório, onde desenvolveu projetos residênciais e comerciais, além de estabelecer parcerias com outros arquitetos, a exemplo da Cupertino Arquitetura.
A sincronia de idéias nos trabalhos conjuntos levou à concretização desta associação, com o propósito de somar conhecimento para alcançar as melhores soluções de design que atendam as necessidades dos clientes.
andrea@cupertino.arq.br

Jaime Cupertino

Formado pela Faculdade de Arquitetura 
e Urbanismo da Universidade São Paulo em 1979, trabalhou a maior parte de sua vida profissional na Itaúplan empresa do Grupo Itaú para o projeto e construção de seus edifícios.
Iniciou sua carreira na Itaúplan como arquiteto responsável pelo projeto do Edifício Sede do Itaú no Jabaquara e nos últimos 10 anos foi o diretor superintendente da empresa tendo sob sua coordenação as equipes de arquitetura, design, gerenciamento e construção.
Em 2001 fundou a Cupertino Arquitetura e em 2003 se associou a Point Design empresa com Sede em Nova York e filiais em Buenos Aires e São Paulo.
Recebeu o premio do Instituto de Arquitetos do Brasil para edifícios culturais com o projeto do Teatro Mars em 1990 e em 1994 recebeu premio do IAB pelo projeto de revisão da marca do Banco Itaú.
jaime@cupertino.arq.br

Javier Manubens

Javier Manubens nasceu em Barcelona, Espanha em 1949. Se graduou em Arquitetura e Urbanismo em São José dos Campos pela Faculdade de arquitetura Elmano Ferreira Veloso em 1974.
Javier tem longa experiência profissional, trabalhando em São Paulo. Foi arquiteto da A. Araujo Engenharia e Montagens de 1975 a 1978 desenvolvendo projetos industriais de papel / celulose, petroquímica e o Edifício sede da Companhia. Na Itaúplan, foi arquiteto de 1978 a 1990, onde desenvolveu projetos de agências bancárias, edifícios de escritório e o Centro Empresarial Itaú (CEIC). Ainda na Itaúplan como coordenador de projetos de 1990 a 2000 atuou, com equipe multi disciplinar no desenvolvimento de agências bancárias, empreendimento residencial com 25 torres no Tatuapé, retrofit de grande área industrial transformada em call center e escritórios do Banco, criação da identidade da rede Personnalité, o museu Numismático no Itaú Cultural e Espaço Memória.
No Banco Itaú, como Superintendente de Arquitetura de 2000 a 2012, foi responsável pela produção dos projetos do Grupo, destacando a adequação da rede Unibanco, com mil agências, para novo modelo Itaú, a 5ª Torre no CEIC, renovação da imagem da rede Itaú no Brasil e na Argentina, coordenando escritórios de projeto em Buenos Aires.
Em 2013, cria a empresa J. Manubens Arquitetura e Consultoria para prestar serviço para o Banco Itaú como chefe do projeto do Novo Data Center em Mogi Mirim.
javier@cupertino.arq.br

Haile Nunes

Hailê Nunes nasceu em Taubaté, em 1943.
Auto-didata, iniciou sua carreira ainda muito jovem, trabalhando como copista em uma construtora local.
Seu interesse e talento natural para o desenho técnico logo fez com que passasse a projetista, desenvolvendo projetos nas mais diversas escalas e tipologias, de residências uni-familiares a projetos de estradas de rodagem.
Trabalhou em importantes escritórios no interior paulista até se mudar para São Paulo em 1972, juntando-se ao escritório do arquiteto Jorge Wilheim para desenvolver projetos de edifícios de escritórios.
Passou pela Promon Engenharia, onde trabalhou em projetos industriais e no projeto da Estação Sé do metrô em SP.
Sua competência técnica e domínio da linguagem arquitetônica sempre foram um diferencial em sua carreira.
Entrou para a Itauplan no início da década de 80 e teve participação importante no projeto do Centro Empresarial Itaú Conceição.
Foi ali que conheceu e trabalhou com Jaime Cupertino, que mais tarde o convidou para sócio da Cupertino Arquitetura.